Publicidade

Feira e Região 12 de setembro de 2017

Terreiros de candomblé, quilombolas e baianas do acarajé participaram de seminário em Feira

Pais de santo de terreiros, membros de comunidades quilombola, baianas de acarajé, entre outros, participaram, recentemente, do Seminário Tecendo a Rede do Turismo Étnico Afro de Feira de Santana. O encontro, realizado no Mercado de Arte Popular, tem como objetivo fortalecer estes segmentos em seus aspectos turísticos, através da formação de um roteiro turístico comercialmente estabelecido e organizado na Bahia.candomble_2_encontro_secom_pmfs_12-9-17Tâmara Azevedo, supervisora de Projetos da Secretaria de Turismo da Bahia, ministrou palestra e oficinas de capacitação destes atores sociais, aos quais sempre se referiu como “empreendedores”. Segundo ela, o setor se sustenta em três pilares: identidade, empoderamento e autonomia.

São a base de algo que visa dar a devida visibilidade e explorar o potencial de uma vertente que já está em curso, através do turismo. “Garantir que essas comunidades tenham autonomia para tocar sua ação”, afirmou a supervisora, durante o encontro, que aconteceu em sua segunda edição no MAP.

Para que o terreiro receba essa visitação, diz ela, precisa de alguém com formação na área de turismo. “Mas (o preposto) só é guia até a porta do terreiro. De lá pra dentro é a comunidade quem faz o trabalho de interação”, observa.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on RedditShare on LinkedInEmail this to someoneShare on Tumblr