Publicidade

Feira e Região 6 de dezembro de 2017

Professora da Uefs recebe menção honrosa do prêmio de inovação para o SUS

A professora Juliana de Oliveira Freitas Miranda, do curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), recebeu menção honrosa do Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação para o SUS 2017, promovido pelo Ministério da Saúde. O trabalho apresentado, tese de doutorado realizado na Universidade Federal da Bahia (Ufba), sobre o tema “Acurácia e reprodutibilidade de um escore pediátrico de alerta precoce de deterioração clínica”, foi um dos 32 finalistas dos 522 inscritos.

O objetivo geral da tese foi validar um instrumento denominado Brighton Paediatric Early Warning Score para o contexto brasileiro (BPEWS-Br). Este escore, conforme explica Juliana Miranda, é baseado em critérios clínicos e visa auxiliar profissionais de saúde na identificação de sinais de deterioração clínica em crianças hospitalizadas.

O escore foi desenvolvido por um enfermeiro da Universidade de Brighton – Inglaterra, e já havia sido validado em alguns contextos internacionais. “O autor foi bastante colaborativo, me autorizou a adaptar a ferramenta e validá-la para uso no Brasil, inclusive colaborou com algumas etapas do estudo e participou das publicações”, revelou a professora Juliana Miranda.

A ideia, relata, surgiu da experiência como enfermeira e docente na atenção à criança hospitalizada há mais de dez anos. “Neste processo fui percebendo a importância do papel das enfermeiras no reconhecimento precoce de sinais de piora clínica na criança hospitalizada, a fim de atuar de forma efetiva na prestação dos cuidados, prevenir complicações e minimizar o risco de morte, reduzindo também sequelas e custos com tratamento”.

O recebimento da menção honrosa, acredita Juliana Miranda, se deve ao fato de que a utilização destas ferramentas no contexto hospitalar pediátrico do Sistema Único de Saúde pode otimizar a prática do enfermeiro na avaliação de crianças em deterioração clínica, colaborar com a educação continuada de equipes de saúde no processo de reconhecimento da gravidade e agilizar o atendimento às urgências e emergências. O resultado são melhorias na qualidade da assistência prestada à criança em processo de adoecimento.

Acredito que este prêmio serve de incentivo para fortalecimento da minha vida como professora e pesquisadora da saúde da criança”, disse. A partir da tese, ressalta Juliana, um novo projeto já foi construído e se encontra em avaliação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Uefs.

Nosso objetivo é aprimorar nosso escore e implantá-lo nos hospitais da nossa cidade. Para isso, já contamos com o apoio da rede hospitalar pediátrica pública e privada de Feira de Santana”.

Ascom/Uefs

FH, 6/12/17

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on RedditShare on LinkedInEmail this to someoneShare on Tumblr